BANNER WEB - 728x90px - ESTADO SOLIDARIO.png

Morre a cantora Gal Costa aos 77 anos



A cantora Gal Costa morreu hoje aos 77 anos. A informação foi confirmada pela assessoria da cantora. Ela havia dado uma pausa em shows, após passar por uma cirurgia para retirar um nódulo na fossa nasal direita. Maria da Graça Costa Penna Burgos nasceu em 26 de setembro de 1945 em Salvador e foi uma das maiores cantoras da história da música brasileira.


Ela estava em turnê com o show "As várias pontas de uma estrela", no qual revisitava grandes sucessos dos anos 80 do cancioneiro popular da MPB. "Açaí", "Nada mais", "Sorte" e "Lua de mel" são algumas das músicas do repertório.


Bem recebido pelo público e pela crítica, esse show fez com que a agenda de Gal ficasse agitada após a pandemia. A estreia aconteceu em São Paulo, em outubro do ano passado.


Além de rodar o Brasil, Gal entrou na programação de vários festivais e ainda tinha uma turnê na Europa prevista para novembro, mas que também foi cancelada por conta da cirurgia.


Governador Rui Costa decreta luto de três dias na Bahia

O governador da Bahia, Rui Costa, decretou luto oficial de três após a morte da cantora Gal Costa. Nas redes sociais, o político afirmou: "perdemos uma das mais potentes vozes da nossa música".


"Lamento profundamente a morte de Gal Costa. Com sua partida, perdemos uma das mais potentes vozes da nossa música, eternizada em interpretações que cantam a Bahia e o Brasil para todo o mundo. Está decretado luto oficial na Bahia por 3 dias", disse o governador.


“Gal Costa é eterna”, afirma Jerônimo Rodrigues ao lamentar morte da artista

“A cultura, baiana e brasileira, está de luto”, escreveu o governador eleito da Bahia, Jerônimo Rodrigues, ao tomar conhecimento da morte da cantora Gal Costa na manhã desta quarta-feira (9). Por meio das redes sociais, ele manifestou “profunda tristeza” pela perda repentina da artista, afirmou que “Gal Costa é eterna” e a classificou como “uma das maiores artistas de todos os tempos”.


Jerônimo também destacou o papel importante de Gal Costa durante a Ditadura Militar. “Dona de uma voz inigualável, Gal nos presenteou com a sua arte e se tornou um dos símbolos de resistência em tempos sombrios da nossa História, no passado e no presente. Suas interpretações farão, para sempre, parte da trilha sonora das nossas vidas”, escreveu o governador eleito, que manifestou “solidariedade aos familiares, amigos, fãs e à cultura nacional”.



Fontes: G1 / Assessorias

Siga!
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social