top of page
BANNER WEB - 728x90px - ESTADO SOLIDARIO.png

Tecnologia, inovação e negócios são debatidos durante Fórum Bahia-China, em Salvador

Representantes dos governos baiano e chinês e dos setores empresariais e exportadores da Bahia, além de bancos de investimento nacionais e internacionais e empresas chinesas de tecnologia e infraestrutura, estão reunidos até esta sexta-feira (19), no Gran Hotel Stella Maris, em Salvador. O Fórum Bahia-China de Cooperação para Estudos, Projetos e Negócios acontece um mês após a visita do governador Jerônimo Rodrigues à China, em viagem integrada à agenda do presidente Lula.


A abertura do evento, nesta quarta-feira (17), que contou com a presença do vice-Governador Geraldo Júnior, contemplou a assinatura do Memorando de Entendimento para a realização de estudos e projetos nas áreas de Logística de Transportes, Economia de Baixo Carbono e Cidades Inteligentes. De acordo com o diretor-geral da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan), José Acácio Ferreira, a importância desse memorando é trazer para o Governo da Bahia a expertise da China em tecnologias desenvolvidas, principalmente com foco no combate à pobreza. “A China conseguiu tirar 800 milhões de pessoas da extrema pobreza, e a gente precisa buscar essas soluções inovadoras na agricultura, na inovação e na ciência, para incorporar à Bahia e beneficiar o nosso povo”, explicou.

O Fórum Bahia-China é uma iniciativa da SEI, em conjunto com a Casa Civil e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), com as participações das secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Meio Ambiente (SEMA) e Infraestrutura (Seinfra). A programação contempla debates e apresentações para o fomento da produção de dados científicos, inovação, tecnologia e negócios. Empresas chinesas nos ramos de petróleo e gás, construção e energia limpa participam do evento, abrindo oportunidades de negócio para a Bahia, que com seu potencial em fontes de energia solar e eólica, pode estabelecer parcerias que impulsionem a utilização sustentável dos recursos naturais.

Para Tian Min, cônsul-geral do Consulado Geral da República Popular da China no RJ, cuja jurisprudência inclui Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo, a oportunidade é favorável para o fortalecimento das relações entre os dois países. “Desde 1999, a Bahia estabeleceu uma geminação com a província de Shandong, visitada por Jerônimo durante a sua passagem em solo chinês, e também impulsionou a cooperação e o intercâmbio entre a China e a Bahia. Acredito que, neste momento de muito entusiasmo entre os dois países, é favorável para aprofundar a parceria estratégica global”, declarou Min.


O evento é transmitido online pelos canais no Youtube - @governodabahia e @seibahia. Também haverá transmissão para a China, de onde devem acompanhar dirigentes e pesquisadores da Academia de Ciências Macroeconômicas de Shandong.




Repórter Laís Nascimento

Fotos: Secom BA

Comments


Siga!
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
bottom of page