BANNER WEB - 728x90px - ESTADO SOLIDARIO.png

Produção de ovos de Páscoa reforça ensino nas fábricas-escolas do chocolate, inclusive em Gandu


Estudantes da educação profissional estão vivendo a experiência de produzir ovos de Páscoa nas fábricas-escolas do chocolate implantadas pelo Governo do Estado. As unidades, localizadas em Arataca, Ilhéus, Gandu e Ipiaú, fomentam a vocação do sul da Bahia e fortalecem a cadeia produtiva do cacau, com foco na formação e qualificação profissional.


No Centro Estadual de Educação Profissional (Ceep) do Chocolate Nelson Schaun, em Ilhéus, os estudantes do curso de Agroindústria estão produzindo cerca de 500 ovos com chocolate 65%, feitos com amêndoas de cacau de origem e recheados com brigadeiro, brigadeiro com nibs e doce de leite.


A estudante Ana Cristina do Nascimento afirma que “a experiência é muito gratificante. A gente aprende muito e pode projetar um futuro nessa área”. Para Alana Torquato, “a produção de ovos de Páscoa é mais uma oportunidade de aprendizagem no setor chocolateiro. Me identifico muito com esse universo do cacau e do chocolate e é o caminho que pretendo seguir”.


As fábricas-escolas do chocolate funcionam como laboratório para os estudantes. O Ceep Nelson Schaun possui toda a estrutura para a produção de chocolates premium e derivados de cacau, capacitando os alunos para um mercado de trabalho cada vez mais promissor, já que, apenas no sul da Bahia, existem cerca de 70 marcas do produto.

A coordenadora da fábrica-escola do Ceep Nelson Schaun, professora Alessandra Bueno, destaca que, “com a chegada do mês da Páscoa, surgiu a proposta de inovar, incentivando os alunos a produzirem ovos de chocolate com sabores variados. Todos estão encantados com mais essa atividade prática”.


Atualmente, a fábrica-escola em Ilhéus conta com 70 estudantes no curso de Agroindústria, divididos em sete turmas, que conciliam o conhecimento acadêmico com as atividades práticas.


No Ceep da Floresta do Cacau e do Chocolate Milton Santos, em Arataca, os ovos vão ser distribuídos com a merenda escolar. Já em Ipiaú, o Centro Territorial de Educação Profissional (Cetep) do Médio Rio de Contas fará a distribuição em um lar de acolhimento de crianças.





Fonte: Ascom Secult BA

Repórter: Daniel Thame

Foto: Daniel Thame

Siga!
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social