BANNER WEB - 728x90px - ESTADO SOLIDARIO.png

Prefeito de WG participa de encontro da UPB e defende união entre gestores em prol dos municípios


Na última terça-feira (25/01), o prefeito de Wenceslau Guimarães, Carlos Alberto Liotério, o Kaká, participou da reunião histórica entre prefeitos e prefeitas, promovida pela Associação Municipalista UPB - União dos Municípios da Bahia, com a presença de mais de 200 gestores na sede da instituição, em Salvador.


O encontro tratou das pautas estaduais e nacionais que vão nortear a luta municipalista em 2022. O evento reuniu mais de 200 gestores na sede da entidade, em Salvador, e teve como objetivo alinhar a pauta prioritária que será defendida pela entidade junto ao governo do estado, Congresso Nacional e governo federal, com foco na melhoria da governança local e na reconstrução das cidades atingidas pelas chuvas.


"Um encontro valioso onde pudemos compartilhar as dificuldades enfrentadas desde o último dezembro, com as fortes chuvas na nossa cidade e região. Temos comunidades que precisam ser reconstruídas. E, a união de forças tem feito uma diferença espetacular. Seguiremos na luta em prol do nosso povo", ressaltou Kaká.


O presidente da entidade, Zé Cocá, disse que a palavra de ordem é união e sempre de respeito entre os prefeitos, porque é importante que os gestores estejam unidos neste momento para oxigenar a luta dos municípios e não deixar parar. “Hoje, observamos pontos importantes como a questão dos pisos que podem quebrar os municípios e vamos trabalhar para buscar nossas pendências tanto em Brasília, quanto com o governo do estado. Fizemos questão que a maioria dos prefeitos participasse, porque a luta não se faz só", avaliou o presidente da UPB e prefeito de Jequié, Zé Cocá.

Entre os encaminhamentos das demandas no Congresso Nacional, ficou estabelecida a defesa de algumas propostas. Para a PEC da Redução da Alíquota do INSS foi criada uma comissão com cinco prefeitos para coordenar a articulação a favor da matéria. Sobre a PEC 13 dos 25% da Educação, a UPB acredita que a matéria está pacificada para aprovação. Já sobre a PEC 122, a entidade defende uma ampla mobilização dos prefeitos de todo Brasil, liderada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), para pressionar o Congresso pela aprovação.


Lei dos Consórcios

Ainda durante a reunião da UPB, o prefeito de Andaraí e presidente da Federação de Consórcios da Bahia (FEC-BA), Wilson Cardoso, também falou aos prefeitos da Lei de Consórcios, que está pronta para ir à votação na Assembleia Legislativa e necessitará da articulação da UPB e dos gestores junto a seus deputados. “Para que até o final de fevereiro essa lei esteja aprovada, dando segurança jurídica aos consórcios públicos e, com isso, a gente demonstre ao Brasil que a Bahia saiu na frente com a Lei dos Consórcios, fazendo com que os recursos cheguem mais rápido e atenda os munícipes, fazendo obras com mais eficiência, mais rapidez e com um custo mais baixo”, disse, Wilson.


Fonte: Ascom | PMWG

Fotos: Ascom UPB

Siga!
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social