BANNER WEB - 728x90px - ESTADO SOLIDARIO.png

Matéria do G1 destaca as belezas e encantos da Península de Maraú


Reportagem traz belas imagens e relatos de famosos sobre um dos destinos mais bonitos do País


A península de Maraú, no Baixo Sul do estado, é o lugar que podemos chamar de “queridinho” dos famosos na Bahia. Com belas praias e cenários paradisíacos, ele não sai da lista dos turistas nem durante o inverno baiano.


A região é conhecida pela predominância de sol mesmo no mês de agosto, considerado um dos mais frios do ano. No entanto, é no verão, alta temporada, que os turistas lotam a cidade. A atriz Isis Valverde e a apresentadora Ana Maria Braga são algumas das artistas que já marcaram presença em Maraú este ano.


Entre outras personalidades que já visitaram a península em outras ocasiões estão: Marina Ruy Barbosa, Neymar, Gabriela Pugliesi, Gabriel Medina, “Gabigol”, Negra Li, Ingrid Guimarães, Arnaldo Cezar Coelho e Pedro Scooby. Quem também é apaixonado pela cidade é o cantor baiano Durval Lelys. Em seu repertório, ele tem uma música intitulada de “Taipu de Fora”, em referência a uma praia famosa da região.

Com uma formação geográfica privilegiada e um rico ecossistema, Maraú possui 40 quilômetros de litoral, situado entre o Oceano Atlântico e a Baía de Camamu, que é a terceira maior baía do país, e conta com rios, manguezais, cachoeiras e lagoas.


Quem deseja se hospedar no local pode escolher entre resorts, hotéis, pousadas e casas de aluguel. Segundo o secretário de turismo Leco Levita, a maioria dos famosos escolhe Barra Grande como o local favorito da península. Levita acredita que Maraú atrai a tantos turistas pela riqueza das belezas naturais que já rendeu, inclusive, o título de Polinésia Baiana por causa das praias de águas transparentes. Entre as mais visitadas da região estão Barra Grande, Algodões, Taipu de Fora – que tem belas piscinas naturais -, e Ponta do Mutá, local conhecido por ter o pôr do sol mais lindo da região.

Mas nem só de mar, sol e areia vive a cidade. Quem optar por outros tipos de passeios, pode conhecer a Vila de Barra Grande, o Farol de Taipu, a Lagoa do Cassange, a Cachoeira do Tremembé e o Rio Carapitangui, além da gastronomia diversificada presente na cidade. O secretário de turismo conta que curiosidades como o fato do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, autor do clássico “O Pequeno Príncipe”, ter vivido no local atrai muitos turistas e, também, a lenda dos indígenas Maraú e Saquaira, que enaltece o casamento eterno daqueles que se conhecessem ou viajassem para o município.

Conforme o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), publicado em 2010, a população de Maraú era de 19.101 pessoas. Já a prefeitura informa que a população está estimada em 20.800, neste ano, e salientou que o distrito de Barra Grande, que abrange também Taipu de Fora, tem cerca de 8 mil moradores. Além disso, conforme explica a gestão municipal, esse número chega a triplicar durante a alta temporada no verão com a chegada de turistas de todos os lugares do mundo.


Ainda de acordo com a gestão municipal, a população é formada por pessoas que nasceram no município; estrangeiros: italianos, argentinos e franceses; brasileiros de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Brasília; além de baianos das cidades de Ilhéus, Salvador, Jequié e Vitória da Conquista; que migraram para a famosa península. Segundo a prefeitura de Maraú, houve uma queda no número de nativos. No entanto, a quantidade não foi detalhada.


Ocupação durante a pandemia

Maraú é um município onde a principal fonte de renda é o turismo. Com o avanço da vacinação no estado, da flexibilização de medidas restritivas e diminuição no número de casos de Covid-19, os hotéis da região já estão recebendo 100% da ocupação.


O uso de máscara é obrigatório em todo o município, principalmente para entrar nos estabelecimentos. De acordo com a prefeitura de Maraú, mais de 85% da população adulta já recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Ao todo, 12.121 adultos foram imunizados até o dia 7 de agosto.


Em relação a leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a prefeitura informou que a cidade funciona apenas como atenção básica com Postos de Saúde da Família (PSFs). Há um em Barra Grande, um na praia de Saquaíra, dois na Sede de Maraú e um em Tremembé, povoado que dá o nome a cachoeira mais famosa da região.


Além disso, há um centro exclusivo de atendimento à Covid- 19 em Barra Grande. Os casos graves são enviados para uma unidade de referência que fica localizada em Ilhéus, que fica a cerca de 103 quilômetros de Maraú.


Como chegar

São três maneiras de chegar na península: por via aérea, marítima ou através da BR-030. De acordo com a prefeitura, há um aeródromo particular, em Barra Grande, para quem deseja chegar ao município por via aérea, no entanto, devido ao preço, que não foi detalhado, o local é geralmente utilizado por artistas.


Outra opção de chegar à cidade é pela BR-030, que liga Brasília a Campinhos, último povoado de praias de Maraú. Apesar das possibilidades anteriores, a principal porta de entrada no município é por via marítima. Embarcações são os meios de transporte utilizados por pessoas que costumam sair de Salvador ou Ilhéus para Camamu.


Em Camamu, é possível fazer uma travessia de lancha para chegar até Barra Grande. A viagem dura em média 40 minutos de Camamu para Barra Grande.




Fonte: Do G1 | Imagens: Darlim Santos e Nino Franco


Siga!
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social