BANNER WEB - 728x90px - ESTADO SOLIDARIO.png

Ituberá: Artesãos da ABPAGI participam de vídeo institucional do Governo do Estado


Produção de biojóias conhecidas nacional e internacionalmente da Associação Beneficente de Pesca e Agricultura de Ituberá é destaque em peça de comunicação sobre o Bahia Produtiva


A produção sustentável de biojóias é uma das apostas de agricultores familiares do Baixo Sul, envolvendo aproximadamente 800 famílias, que oferecem colares, pulseiras e brincos feitos por artesãos em parceria com a Michelin, uma das principais fabricantes de pneus do mundo, por meio do programa Arte Sustentável Michelin Ouro. A Associação Beneficente de Pesca e Agricultura de Ituberá (Abpagi), com sede no município de Ituberá, vem avançando na produção de biojóias e contou com o apoio do Governo do Estado, com investimentos que ultrapassam R$ 1,5 milhão, por meio do programa Bahia Produtiva. A partir daí, as peças elaboradas com insumos típicos da região do Baixo Sul acessaram os mercados e ganharam o mundo. A jovem Danila de Jesus, artesã do campo, foi uma das protagonistas de um vídeo institucional do Governo do Estado publicado sobre as ações voltadas para a agricultura familiar. “Antes, na zona rural, tudo era mais difícil. Não tinha oportunidade (…). Eu que eu quero é ser reconhecida como artista”. Além dela, Rosinha, que também é artesã, deu depoimento falando sobre o empoderamento feminino e o empreendedorismo impulsionado através do apoio governamental à Associação. “Somos criadoras e produtoras da nossa própria renda. Com o artesanato, a gente tem mostrado o nosso valor, não só como mulher, mas também o talento das nossas mãos”, afirmou. O agricultor Domingos Conceição, que é presidente da Abpagi, também participou da peça publicitária, destacando o reconhecimento dos produtos a partir dos investimentos do Governo do Estado, que possibilitou a comercialização para outros países, como Portugal e Estados Unidos. Bilu, também artesã ituberaense, ressaltou que os incentivos a fizeram enxergar as habilidades que ela não sabia que tinha e que, com a iniciativa, os jovens agora podem permanecer no campo, valorizando a sua terra. “A agricultura familiar é muito mais do que você imagina. É sustentabilidade social e ambiental, empoderamento feminino, autonomia e muito mais! Em Ituberá, as artesãs da ABPAGI relatam, com muita emoção, o que os investimentos do Governo do Estado têm proporcionado às famílias”. Onde encontrar os produtos: O artesanato da Abpagi oferece produtos que respeitam e valorizam o meio ambiente e é vendido pela startup Escoar: http://www.escoarbrasil.com.br Fonte: Baixo Sul em Pauta.

Foto: Divulgação

Siga!
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social