Governo baiano discute com empresários do turismo medidas de combate à pandemia


Empresários cobram maior previsibilidade do cenário futuro, bem como ajuda do Governo do Estado em benefícios fiscais e financeiros


O cenário da pandemia da Covid-19 na Bahia foi apresentado às lideranças do setor turístico na manhã desta terça-feira (23/03), em reunião solicitada pelo secretário de turismo Fausto Franco ao gestor estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas.


A reunião teve como objetivo apresentar ao setor do turismo o quadro atualizado do estado, por região. De acordo com a Sesab, mesmo com um aumento substancial no número de leitos, a Bahia enfrenta o pior momento da pandemia. Entretanto, as medidas de restrição do funcionamento de atividades econômicas adotadas pelo estado e municípios há algumas semanas já resultam numa estabilidade seguida de declínio dos números de casos ativos e de internamentos.


Se essa tendência se confirmar nas próximas semanas, será possível reavaliar a flexibilização das medidas restritivas, pelo governador Rui Costa e prefeitos, a partir do dia 5 de abril, após o feriado prolongado da Semana Santa.


Os empresários cobram maior previsibilidade do cenário futuro, bem como a ajuda do Governo do Estado em benefícios fiscais e financeiros, tendo em vista os longos períodos de interrupção das atividades. Para o secretário Fábio Vilas-Boas, não é possível prever precisamente um novo cenário, tendo em vista uma série de fatores, a exemplo do comportamento da população diante das medidas duras, mas necessárias para o enfrentamento da pandemia.


Já Fausto Franco lembrou que a Bahia, dentro das suas limitações financeiras, tem dado incentivos so setor, bastante impactado com a pandemia, e também tem feito tratativas junto ao Governo Federal e aos senadores baianos para aprovação do Projeto de Lei 5638 – criação do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos para que empresas superem perdas econômicas devido às medidas sanitárias de combate à pandemia.


Na última semana, algumas iniciativas neste sentido foram anunciadas. Hotéis, apart-hotéis, bares, restaurantes e o comércio varejista de suvenires e artesanatos, dentre outros segmentos, foram beneficiados com o adiamento do pagamento do ICMS referente aos meses de março e abril – o tributo também poderá ser pago em três parcelas, em agosto, setembro e outubro. O governo estadual també prorrogou por dois anos o pagamento do IPVA dos transportes turísticos dos anos de 2020 e 2021, com possibilidade de parcelamento.


Participaram da videoconferência Ângela Carvalho, presidente do Conselho Baiano de Turismo e da Associação Brasileira de Agências de Viagens da Bahia (Abav-Bahia); Luciano Lopes, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis na Bahia (ABIH-BA); Sílvio Pessoa, presidente da Federação Baiana de Turismo e Hospitalidade do Estado da Bahia (Fetur); Roberto Duran, presidente da Salvador Destination; e Luiz Henrique do Amaral e Leandro Menezes, presidente executivo e presindente do conselho da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel – Bahia).


Fonte/foto: Setur.

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 - Criado pela Agência Andrade Comunicação e Marketing 

Contate-nos: 75 9 91211904 | 75 9 98317900 | vanessa.cultura.bsul@gmail.com