BANNER WEB - 728x90px - ESTADO SOLIDARIO.png

Estado investe mais de R$ 115 milhões em escolas estaduais da região do Baixo Sul


Aratuípe, Jaguaripe, Valença, Ituberá, Teolândia, Nilo Peçanha e Gandu possuem pelo menos um equipamento educacional do Estado entregue ou em construção e reforma. Igrapiúna, Ibirapitanga e Wenceslau Guimarães, estão em fase de elaboração dos seus respectivos projetos.


O Governo da Bahia vem investindo, cada vez mais, na construção, requalificação e modernização das escolas estaduais em toda a Bahia. Na região do Baixo Sul, por exemplo, já foram investidos um total de R$ 115.310.765.90 milhões nas unidades escolares, por meio de obras com recursos próprios do Estado. Em Valença, já foi entregue a modernização do Colégio Estadual Gentil Paraiso Martins – Tempo Integral, com implantação de vestiário, academia ao ar livre, quadra poliesportiva coberta, quadra de vôlei de areia e campo de futebol society. A obra teve o investimento de R$ 2.913.605,3. Já em Ituberá, foi entregue a primeira etapa de modernização do Colégio Estadual Idelzito Eloy de Abreu, com R$ 1.371.488,69 investidos, contando com implantação de refeitório, vestiário, guarita e adequação civil na edificação existente. Mais obras planejadas em outros municípios, como Igrapiúna, Ibirapitanga e Wenceslau Guimarães, estão em fase de elaboração dos seus respectivos projetos.

No município de Aratuípe, está em execução a obra da nova sede do Colégio Estadual Professor Rocha Pita, com a construção de 12 salas, biblioteca, auditório, refeitório, laboratório, administrativo, sala multifuncional, quadra poliesportiva coberta com arquibancada, vestiário, campo de futebol society e pista de atletismo, guarita, subestação e bicicletário. Para esta obra, estão sendo investidos R$ 18.615.271,53. Já em Taperoá está sendo construída a nova sede do Colégio Estadual Estela Aleluia Guimarães, que contará com 12 salas, biblioteca, auditório, refeitório, laboratórios, sala multifuncional, bloco administrativo, quadra poliesportiva coberta, vestiário, campo de futebol society com arquibancada e pista de atletismo. O investimento é de R$ 17.765.856,18. Em Nilo Peçanha, a nova sede do Colégio Estadual Adelaide Souza – Tempo Integral está em execução e conta com o investimento de R$ 9.350.821,39. A unidade terá dez salas, laboratórios, biblioteca, sala multifuncional, refeitório, auditório, administrativo, pátio coberto, quadra poliesportiva coberta com vestiário e campo de futebol society com pista de atletismo. Também estão em execução as obras das novas sedes do Colégio Estadual Doutor Aristides Maltez – Tempo Integral, em Jaguaripe, com investimento de R$ 6.319.637,18, e do anexo do Colégio Estadual Luiz Rogério de Souza – distrito de Travessão, em Camamu, com investimento de R$ 7.150.996,06. Além disso, estão em execução obras de ampliação com modernização nas seguintes unidades: Colégio Estadual Polivalente de Gandu, em Gandu, com investimento de R$ 12.083.238,71; Colégio Estadual Maria Xavier de Andrade Reis, em Presidente Tancredo Neves, com investimento de R$ 7.512.693,81; e Colégio Estadual Luiz Rogério de Souza, em Camamu, com o investimento de R$ 6.367.895,05. Em Teolândia, será construído o Colégio Estadual Democrático Libia Tinoco Melo, com 12 salas, refeitório, auditório, administrativo, biblioteca, laboratórios, campo society com pista de atletismo e quadra poliesportiva coberta com vestiário. A obra, que ainda não foi iniciada, terá um investimento de R$ 19.266.889,85. Na região, também foram feitos investimentos em diferentes programas, como o Bolsa Presença, por meio do qual cada família recebe R$ 150 por parcela, acrescido de R$ 50 a partir do segundo estudante matriculado, beneficiando 8.398 famílias e 9.278 estudantes, na região. A iniciativa teve uma reserva do orçamento do Estado de mais de R$ 1 bilhão. Outro programa de destaque é o Mais Estudo, no qual os estudantes recebem uma bolsa de R$ 100 por mês, durante os seis meses da vigência do programa para dar monitoria em Língua Portuguesa e Matemática aos colegas. De 2019 a 2022, foram investidos mais de R$ 40 milhões no programa em toda a Bahia, e no Baixo Sul, em 2022, foram contemplados 685 estudantes. Com o Programa Educar para Trabalhar, a região contou com o total 2.773 inscritos, através de três editais lançados entre 2021 e 2022. Já o Programa Dignidade Menstrual beneficiou, este ano, 5.190 estudantes na região, com pacotes de absorventes descartáveis. O investimento total, em toda a Bahia, foi de R$ 5,6 milhões. Fonte: Secom | GovBA

Fotos: Secom BA; Marcelo Dutra

Siga!
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social