Valença tem projeto LGBTQIA+ ISOLADOS pelo Calendário das Artes


Apoiado através do Edital 001/2020 Calendário das Artes 2020, 8ª Edição, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), o Projeto LGBTQIA+ ISOLADOS visa fomentar o protagonismo dos profissionais/amadores, e com isto potencializar os elementos da Dança Contemporânea, pois os artistas independentes, bem como toda sociedade por motivo de saúde pública foram "obrigados" a viver em isolamento social, e para enfrentar a crise do novo Coronavírus, a única alternativa de divulgação de seus trabalhos é utilização da rede virtual.


O elenco da montagem é composta por Mhay Santos, Jhessy Coutinho e Rafael Souza, e a direção de Jhessy Coutinho (DRT nº 3726/2010 – SATED/BA). Na composição da trilha sonora o músico Filipe Santana da cidade de Ituberá, e nos registros fotográficos a parceria de Átilla Fragoso, da cidade de Valença. O foco da montagem coreográfica é apoiar nesse momento de vulnerabilidade as pessoas LGBTQIA+, ainda que seja na identificação de suas potencialidades ao assistir uma apresentação de dança, pois relatos mostram que pessoas LGBTQIA+ sofrem com mais um agravante durante a pandemia: a de precisar conviver com familiares LGBTfóbicos.

A homofobia familiar é uma absurda realidade, e é comum pessoas LGBTQIA+ buscarem algum refúgio durante o isolamento social, e nesse contexto a dança é capaz de promover o desenvolvimento de um panorama voltado para o diálogo entre os problemas que afetam a sociedade e a desconstrução do preconceito que ronda esse grupo social. "A homofobia é uma epidemia nacional, e o Brasil é o campeão mundial em assassinatos de pessoas LGBTQI+, o que faz dele um país misógino, racista e LGBTfóbico, evidenciando o problema e ratificando a necessidade de medidas efetivas para a mudança deste cenário. E mesmo que neste ano de 2020 (17 de maio) marque uma década histórica de avanços e conquistas para pessoas LGBTQI+ no Brasil e no restante do mundo, isso não anula o fato de que a homofobia é produto da intolerância enraizada na sociedade, disseminada ao longo da história, tornando a sexualidade um grande tabu", ressalta Jhessy Coutinho, diretora artística do projeto.


Fonte: Jhessy Coutinho - Diretora Artística.

Foto: Divulgação.

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 - Criado pela Agência Andrade Comunicação e Marketing 

Contate-nos: 75 9 91211904 | 75 9 98317900 | vanessa.cultura.bsul@gmail.com