Turismo de Base Comunitária é discutido em Mostra Interterritorial Científica e Tecnológica da Bahia

July 30, 2020

 O evento integrou a 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

 

Para fechar a programação da Mostra Interterritorial Científica e Tecnológica da Bahia: Tecnologia, inovação e vivências no rural, desta quarta-feira (29/07), foi realizada a mesa de discussão sobre o Turismo de Base Comunitária como um Modelo de Bioeconomia nos Territórios Baianos. O evento integrou a 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, e tem transmissão pelo Canal do Instituto Anísio Teixeira, no Youtube.

 

A mesa foi mediada pelo gestor da Coordenação Executiva de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (Cepex), José Tosato, que destacou a importância desse conteúdo debatido: “Aprofundamos um tema fundamental que é o dos sistemas produtivos não agropecuários para o rural baiano e temos algumas linhas de atuação que não dizem respeito à produção agropecuária, e o turismo comunitário é uma das mais importantes”.

 

A programação contou com a participação do representante da Rede de Turismo Comunitário da Bahia (BATUC), Alberto Viana, que falou sobre o turismo de base comunitária nos territórios baianos e afirmou que esse turismo já é uma realidade em diferentes territórios de identidade da Bahia, com grande potencial de crescimento e de inclusão da juventude, que vive, estuda e quer permanecer no campo, em suas comunidades de origem: “Para entender esse turismo é preciso partir de um olhar do meio rural baiano. É esse campo multidiverso que compõe o cenário perfeito para que o turismo de base comunitária se desenvolva e se configure como alternativa econômica. É uma modalidade de turismo sustentável, coletivo, realizado por comunidades que oferecem produtos e serviços turísticos diferenciados, em que o foco principal é a partilha do modo de vida com os visitantes”.

 

Elizângela Lopes é moradora Matarandiba, no município de Vera Cruz, e representante da Vivertur, empreendimento de Turismo de Base Comunitária formado por agentes e condutores locais ligados à Associação Comunitária de Matarandiba (ASCOMA): “Oferecemos aos visitantes roteiros que proporcionem uma experiência através da vivência na comunidade, gerando também uma oportunidade de incrementar a renda dos moradores, sem que eles abdiquem de suas atividades tradicionais”. Entre os passeios realizados pela ViverTur estão Trilha do Tororó, Trilha da Cachoeira do Araçá, passeio de barco para a Ilha do Cal, Cações e Mutá, além das visitas aos empreendimentos econômicos solidários de Matarandiba, como o Banco Comunitário Ilhamar, a Horta Comunitária e os Pontos de Leitura e Memória.

 

A Mostra é uma iniciativa da Rede Baiana de Ensino, Pesquisa e Extensão em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural, em parceria com as Secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR), de Educação do Estado da Bahia (SEC), de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI); Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Instituto Federal Baiano (IF Baiano); Centro de Cultura do Vale do Iguape (CECVI) e Embrapa. O evento é financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

 

Fontes/foto: Ascom SDR / Portal Baixo Sul

 

 

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 - Criado pela Agência Andrade Comunicação e Marketing 

Contate-nos: 75 9 91211904 | 75 9 98317900 | vanessa.cultura.bsul@gmail.com