Valença recebe a 23ª Conferência Internacional de Capoeira Angola

O Encontro reunirá praticantes de diversas nacionalidades em torno de oficinas, palestras e debates sobre a Capoeira, além de outras atividades relacionadas, contando ainda com a presença de grandes mestres da cultura

A Fundação Internacional de Capoeira Angola (FICA) é um grupo transnacional - criado em 1995 pelos Mestres Cobra Mansa, Jurandir e Valmir - de prática, manutenção e difusão cultural da Capoeira Angola em que se propõe e realiza, periodicamente, ações sociais e eventos internacionais com tais objetivos. Este ano, a 23ª edição da Conferência Internacional de Capoeira Angola - com o tema: “Capoeira Angola e a transmissão ancestral do conhecimento: caminhos e desafios na diversidade e contemporaneidade” - ocorrerá no Kilombo Tenonde, localizado no vilarejo de Bonfim, próximo ao município de Valença - BA, entre os dias 24 e 28 de julho de 2019.

A entidade, completando 24 anos de existência e responsável por ações sociais de promoção de cidadania e de desenvolvimento humano, é composta por 42 núcleos localizados em 19 países, sendo suas principais sedes brasileiras localizadas nas capitais de Belo Horizonte (MG), Salvador (BA) e Brasília (GO). Este ano, o encontro ocorrerá no Kilombo Tenondé - centro de Permacultura e de Capoeira Angola com princípios comunitários de cuidado com o meio-ambiente, incluindo a prática dos banheiros secos, agrofloresta e alimentação orgânica – em parceria com a FICA - Valença (BA), núcleo coordenado pela Mestra Gegê Poggi – tendo iniciado capoeira ainda em 1995 com o Mestre Cobra Manda, foi formada Mestra em 2015, reside em Valença desde 2010, de onde vem ampliando seu trabalho com a Capoeira Angola pelas escolas e centros culturais do município e outras localidades do Baixo Sul baiano, como Graciosa, Ituberá, Igrapiúna e Camamu.

A Capoeira Angola é uma das manifestações afro-brasileiras mais pertinentes na composição da identidade nacional, sendo expressão de aspectos culturais e filosóficos de matriz africana herdada historicamente, ainda no período escravocrata. Com o passar do tempo, com a libertação e a descriminalização da prática, a Capoeira pôde expandir-se para além dos domínios nacionais, ampliando o alcance e a valorização da cultura brasileira em dimensões internacionais, agrupando, atualmente, praticantes e seguidores em quatro regiões continentais do globo: África, América, Ásia & Europa.


Incorporando essa importância histórica e com esta configuração global, a Conferência da Fundação caracteriza-se por ser composta por praticantes de diferentes partes do mundo, apresentando diversidade cultural, étnica, religiosa, social, de gênero e de idade; integrada por alunos, treineis, contra-mestres e mestres, dentre eles o Mestre Cobra Mansa - coordenador do evento e do Kilombo Tenondé; Mestre Valmir (Salvador - BA); Mestre Jurandir (Belo Horizonte - MG); Mestre Silvinho (Seatle - EUA); Mestre Leninho (Brasília - GO); e Mestra Gegê (Valença - BA).


O encontro, dessa forma, torna-se uma oportunidade de intercâmbio entre capoeiristas de diversas regiões, e possibilita a difusão e o acesso da população do município a um saber cultural fundamentado em reflexões e práticas coletivas, resgatando memórias e fortalecendo um dos Patrimônios Imateriais da Humanidade, como a Roda de Capoeira é registrada pela UNESCO desde 2014. Além de movimentar e fomentar o turismo e a economia local e regional, com uma expectativa de mais de 100 participantes, como ocorreu na 20a edição do evento em 2015, sediado pela primeira vez em Valença.


A programação do encontro contará com oficinas; palestras, incluindo a apresentação de uma pesquisa sobre os diferentes tipos de madeiras utilizadas na confecção de berimbaus; o lançamento do livro "O Urucungo de Cassange", um ensaio sobre o arco musical no espaço atlântico (Angola e Brasil) de Josivaldo Pires de Oliveira; e a mostra "CineAfroBH: Quilombos Urbanos Fé e Cultura", com os filmes “Programação Resistência”, que terá o Mestre Cobra Mansa homenageado.

O evento também contará com a presença de nomes ilustres da Capoeira Angola como Mestre Virgílio de Ilhéus, Mestre Augusto Januário, Mestra Janja e Mestre Bell. O tema apresentado nesta edição, “Capoeira Angola e a transmissão ancestral do conhecimento: caminhos e desafios na diversidade e contemporaneidade”, antecipa o conteúdo a ser refletido e debatido durante o evento, contextualizando a dificuldade da busca pela preservação de saberes e práticas ancestrais, de matrizes africanas, em uma sociedade marcada pelo racismo, sexismo, intolerância religiosa e as diversidades e ameaças à democracia. A prática da Capoeira, dessa forma, encontra-se desafiada a encontrar soluções que respondam a estas demandas, perguntando-se: “Quais caminhos a comunidade da Capoeira Angola pode tomar diante desses desafios?”


SERVIÇO:

23º Encontro Internacional de Capoeira Angola - FICA

Datas: 24 a 28 de julho de 2019

Local: Kilombo Tenondé - localizado em Bonfim, a 22 km do município de Valença - BA

Inscrições e informações: fica.tenonde2019@gmail.com


PROGRAMAÇÃO

*sujeita a alterações


Dia 24 de julho (quarta - feira) - Local: Sede FICA – Valença

15 h – Credenciamento, FICA - Valença.

18:30 h – Agradecimentos e apresentação dos convidados;

19 h – Fala e apresentações de artistas e educadores locais;

20 h - Coquetel e roda de capoeira Angola

22 h - Saída para o Kilombo Tenonde


Dia 25 de julho (quinta-feira) - Local: Kilombo Tenonde

06 h – Treino de Capoeira Angola

08 h - Café da manhã

09 h – Ritual de boas vindas e Caminhada pelo Kilombo Tenonde

12 h - Almoço e Roda de Confraternização

15 h – Aulas simultâneas

18 às 21 h - Mostra "CineAfroBH: Quilombos Urbanos Fé e Cultura". 3ª edição, 2019. Mestre homenageado: Mestre Cobra Mansa. Local: Comunidade do Bonfim, na rua do bar da Nalva; se chover será no Kilombo - Exibição de filmes e roda de conversa. Filme da programação "Cultura e Resistência".


Dia 26 de julho (sexta-feira) - Local: Kilombo Tenonde

06 h – Treino de Capoeira Angola

08 h - Café da manhã

10 h - Aulas simultâneas para adultos e crianças

12 às 14 h - Almoço e roda

14:30 h - Apresentação da pesquisa realizada sobre os diferentes tipos de madeiras utilizadas na confecção de berimbaus;

15:30 às 17:30 h – Roda de conversa com as lideranças da FICA e participantes sobre o tema do evento (“Capoeira Angola e a transmissão ancestral do conhecimento: caminhos e desafios na diversidade e contemporaneidade”)

17:30 às 19 h - Aulas simultâneas para adultos e crianças

19:30 h – Show de talentos


27 de julho (sábado) - Local: Kilombo Tenonde

6 h – Treino de Capoeira Angola

08 h – Café da manhã

09 às 12 h - Aulas simultâneas para adultos e crianças

13 às 15 h – Almoço/roda

15:30 às 17:30 h – Mesa de Conversa com Mestres convidados e lançamento do livro "O Urucungo de Cassange", um ensaio sobre o arco musical no espaço atlântico (Angola e Brasil), de Josivaldo Pires de Oliveira (Mestre Bell);

18 h – Roda


Dia 28 de julho (domingo) - Local: Kilombo Tenonde

06:30 h – Treino de Capoeira Angola

08 h - Café da manhã

10 h - Roda de encerramento

13 h - Almoço

Fonte: FICA - Valença (BA)

Fotos: Maria Buzanovsky

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 - Criado pela Agência Andrade Comunicação e Marketing 

Contate-nos: 75 9 91211904 | 75 9 98317900 | vanessa.cultura.bsul@gmail.com