Literatura, música e teatro marcam programação da SecultBA na Flica

Entre os destaques de sábado (13), a cantora Juliana Ribeira, o espetáculo do grupo Finos Trapos e o diagnóstico do Mapa da Palavra.BA

A arte e a literatura tomaram as ruas da cidade de Cachoeira durante a oitava edição de um dos mais renomados eventos literários do país, a Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica). O evento teve abertura na quinta-feira (11.10), e a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) promoveu, através da Fundação Pedro Calmon e da Fundação Cultural do Estado da Bahia, atividades diversas durante a festa.


No sábado, 13 de outubro, das 10h às 11h30, aconteceu a ação Mobilidade Literária – conversa sobre a experiência de participação em Feiras Literárias pelo mundo. A atividade teve participação de Tamires Lima e Lia Vaquer Cunha, autoras contempladas pelo Edital de Mobilidade Artística e Cultural da Secult. Às 15h foi a vez da apresentação do 1º Diagnóstico de Literatura do Estado da Bahia, a partir do Mapa da Palavra.BA. A ação foi até às 16h30 e contou com a presença da diretora geral da Funceb, Renata Dias, e da coordenação de Literatura da Funceb, Ramon Arend Paranhos. Ambas as atividades aconteceram na Sala B da Casa Educar para Transformar, na Fundação Hansen Bahia, em Cachoeira e foram abertas à participação do público.

A cantora Juliana Ribeiro foi destaque da programação na noite de sábado, às 18h, ao lado do ator e dramaturgo Aldri Anunciação, com O Violão e a Palavra, projeto que a Fundação Pedro Calmon levou mais uma vez para a Flica. Foi um encontro de cultura e arte para quem curte literatura e música. O Violão e a Palavra é uma conversa sobre a relação das palavras e da música, visando estreitar o diálogo entre as pessoas e a leitura.


Fliquinha – A SecultBA também esteve inserida na programação infantil da Festa Literária Internacional de Cachoeira. Durante todo o dia, a partir das 9h, atividades lúdicas, brincadeiras, oficinas e contação de histórias desenvolvidas pela Bibex na Praça da Fliquinha.


A companhia de teatro Finos Trapos, um dos grupos apoiados pelo Fundo de Cultura, por meio do edital de apoio a grupos e coletivos culturais, apresentou, também no sábado, a peça “Ponta de Areia Pedaço do Céu”. O espetáculo infanto-juvenil conta a aventura de um senhor, seu Filó, e a neta Tatá na busca por um elemento raro que os ajudará a construir uma máquina para viajar pelo espaço. Durante a busca, eles vão encontrar criaturas fantásticas e desafios.

Foto: Divulgação/Ricardo Prado



Tags:

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 - Criado pela Agência Andrade Comunicação e Marketing 

Contate-nos: 75 9 91211904 | 75 9 98317900 | vanessa.cultura.bsul@gmail.com