2ª edição da Ocupação Cultural 2021 abordará poética em tempos de pandemia


Vem ai a 2ª edição da Ocupação Cultural 2021, com o tema Poética em Tempos de Pandemia. Com transmissão ao vivo pelo Youtube, será o segundo sarau artístico em formato live de 2021, e contará com a participação de importantes nomes do cenário artístico de Valença, Nazaré, Salvador e Senhor do Bonfim.


O evento abraçará segmentos variados, como a música, artes visuais, literatura, dança e poesia. Mais uma rica programação que vem agradando seguidores fieis do projeto e o púbico em geral, pessoas de diversas partes do mundo que acompanham as lives. A transmissão acontecerá no próximo dia 13, a partir das 16 horas, diretamente do Centro de Cultura Olívia Barradas, em Valença.


Os participantes já confirmados são: Jamile Menezes – graduada em Artes Visuais pela UFRB, especialista em Arte Educação pela UFBA, escritora e ilustradora (de Valença); Valdeck Almeida de Jesus – escritor, jornalista e ativista cultural (Salvador); Meg Heloise – professora da rede pública, mestra em Literatura e Diversidade Cultural (UEFS), pesquisadora vinculada ao GLICAM/ IFBAIANO e poeta (Nazaré); Jean Teixeira – artista da dança infiltrado em diversas linguagens artísticas, estudante no Bacharelado em Artes pela UFBA e dança pela FUNCEB (Valença); Otávio Mota – poeta, dramaturgo, artista visual e ativista cultural (Valença); Leone Marie – Cantora, estudante, servidora de conteúdo e poeta (Valença); Salomão Pedro – Músico e cantador, conselheiro estadual de Cultura, membro da Comissão Gerenciadora do Fundo de Cultura da Bahia e da Comissão Territorial de Acompanhamento da Lei Aldir Blanc (Senhor do Bonfim).


O projeto conta com o apoio financeiro do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.


Sobre a Ocupação Cultural

Realizada desde 2009 no Centro de Cultura de Valença, a Ocupação Cultural teve suas atividades presenciais suspensas, em razão da pandemia causada pelo COVID-19. Adaptada para o formato digital das redes sociais, tem na programação para o 1º semestre de 2021, mais dois saraus artísticos para os dias 13 e 27 de março, via YouTube.


#premiodasartesjorgeportugal

@funceboficial




Um pouco mais sobre os convidados:


JAMILE MENEZES

Graduada em Artes Visuais pela UFRB, especialista em Arte Educação pela UFBA, arte-educadora na rede pública e privada de ensino do Recôncavo baiano. Autora e ilustradora do livro “As escolas de Joana”, adotado como paradidático em algumas escolas e apresentado em eventos nacionais e internacionais. Interpreta a Boneca Zazá, realizando contação de histórias afro-brasileiras e indígenas, com brincadeiras e cantigas populares. Apresentará o Projeto Interdisciplinar de Linguagens "Poesia na pandemia", realizado com mais de 200 crianças de 7 a 10 anos do Ensino Fundamental - Anos Iniciais, do Colégio Montessori em Cruz das Almas-BA. Mostrando como o isolamento social impacta na vida das crianças e como a poesia pode ser uma forma de expressão nesse momento tão difícil.


VALDECK ALMEIDA DE JESUS

Valdeck Almeida de Jesus é escritor e jornalista. Ativista cultural e mecenas do Prêmio Galinha Pulando de Literatura desde 2005. Embaixador do Parlamento Internacional de Escritores da Colômbia, membro-fundador da União Baiana de Escritores (UBESC) e do Fala Escritor (2009). Presidiu o Colegiado Setorial de Literatura do Estado da Bahia (2012/2013). Faz parte do Conselho Diretivo do Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca de Salvador; do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Salvador-BA (março a outubro 2020); e do grupo de pesquisa Rede ao Redor, do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos (IHAC/UFBA). Participou de edições presenciais e virtuais da Ocupação Cultural. Falará sobre a travessia da pandemia lendo poemas construídos em uma oficina de criação literária com poetas de língua espanhola da Argentina, Chile, Colômbia, Espanha, México, Venezuela e Brasil.


MEG HELOISE

Mulher preta, baiana de Nazaré, atualmente reside em Valença-BA. Professora da rede pública de ensino, mestra em Literatura e Diversidade Cultural (UEFS), pesquisadora vinculada ao GLICAM/ IFBAIANO. Poeta afeita a transbordamentos, costura palavras na lâmina d’água.


JEAN TEIXEIRA

Jean Teixeira é um jovem artista da dança infiltrado em diversas linguagens artísticas. Hoje está como interprete/criador de seus próprios trabalhos dançantes e performáticos. Nascido em Valença, estudante no Bacharelado em Artes pela UFBA e dança pela FUNCEB, disponibiliza seu corpo como expressão política, cultural e poética do movimento. Nesta edição apresentará QU[AR]ENTENA: UM EXPERIMENTO EM MOVIMENTO DE UMA OBRA PRESA, trabalho criado em meio a pri[e]são, do caos que foi instalado. O autor, enquanto artista da dança, acionou estímulos, memórias e afetos que estão constantemente ao seu redor por conta do COVID - 19, e criou um experimento em movimento: “Fechado em um quarto pequeno recebendo um rastro de luz que me cega e um vento que toca minha pele como se quisesse me confortar, porém convivo em paralelo com minha paranóias, que latentes abraçam o meu ser.”


OTÁVIO MOTA

Otávio Mota, poeta, dramaturgo, artista visual e ativista cultural. Com vários livros editados, a exemplo de “Pensar Fluidos”, “Apocalipse Man”. Integrante das antalogias “Valenciando”, “Rio de letras” e “4 Ases e 1 Coringa”. A sua obra mais popular é o poster poema, “Rio que te quero rio”, que aborda o descaso para com a preservação deste patrimônio tão dilacerado pelo tempo e falta de uma política ambiental mais efetiva. No campo das Artes Visuais, já participou de exposições na Suíça, além dos salões regionais da Bahia e diversas mostras individuais e coletivas. Também destaca-se na expografia e montagem não só em Valença como em diversas cidades da Bahia. No teatro, já publicou e apresentou textos autorais, entre eles, “Apocalipse Man”, “Bidi”, “Ensaio para um grito brando”, “Calu e o Rei Raul”, “Amares’ e “Teatro Nu”, destacando-se “Apocalipse Man” com 28 apresentações na Bahia e “Teatro Nu” vencedor do Festival de Teatro do Baixo Sul. Ao longo de sua trajetória, vários trabalhos de resgate das manifestações populares e culturais, a exemplo do “Arguidá”, uma das marcas mais fortes do Baixo Sul da Bahia. Atualmente, Otávio Mota é coordenador do Centro de Cultura Olívia Barradas e com um novo livro a ser publicado com poemas e dramaturgia que terá o título: “Amares & Outros Desafetos”. A sua marca poética tem como foco: o social e o seu olhar passeia pelas vias urbanas, população ribeirinha e raízes locais desta civilização tão massacrada pelos tempos e homens. Nesta live, os poemas mais recentes: “Tudo (no seu tempo)” e “Existencialismo” serão declamados.


LEONE MARIE

Nascida em Valença, no bairro do Alto São Roque, considera-se menina, mulher, aquariana, deusa louca, feiticeira. Nome de batismo Marinadila, vulgo Juana. Para o mundo, simplesmente "Maria" ser humano comum, mas única. Cantora de chuveiro, amiga rebelde, nada recatada. Desbocada. É falante e gosta de socializar, mas ama a solitude. Eterna estudante, servidora de conteúdo e poeta.


SALOMÃO PEDRO

Salomão é músico e cantador há mais de 40 anos. Fundador da Frente Cultural de Senhor do Bonfim. Foi diretor do Sindicato dos Músicos. É Conselheiro Estadual de Cultura, membro da Comissão Gerenciadora do Fundo de Cultura da Bahia e fez parte da Comissão Territorial de Acompanhamento da Lei Aldir Blanc. Atualmente reside em Valença – Bahia.



Fonte: Assessoria de imprensa/Vanessa Andrade – V1 Comunicação


BANNER WEB - 728x90px - ESTADO SOLIDARIO.png
001.jpg
Posts Em Destaque
213273523_209526754388278_45482012108582523_n.jpg
67484017_2357855327663661_331651640815779840_n.jpg
Procurar por Tags
Siga!
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social